Arquivo do mês: abril 2015

“O PRAZER DE SER CUIABANO”

Ser Cuiabano é um prazer

Que se come no Pacu Assado com recheio de Farofa de Couve

E que se delicia na Mojica de Pintado com Farofa de Banana.

Ser Cuiabano é um prazer,

Que se farta na Maria Isabel com Paçoca de Pilão e Feijão Empamonado

E que se rende à gula no  Ensopadão quentinho.

Ser Cuiabano é um prazer

Que se experimenta no famoso Doce de Caju

E que se espanta no – só nosso – Furrundú.

Ser Cuiabano é um prazer

Que se saboreia na Manga perpitola colhida no quintal de casa

E que se bebe no Licor de Pequi degustado pós refeição.

Ser Cuiabano é um prazer

Que se sente no ranger da Rede Cuiabana, balançando na varanda,

E que se ouve no som do pau-de-guaraná-ralando-na-glosa, de manhãzinha.

Ser Cuiabano é um prazer

Que se dança no animado arrasta-pé do Rasqueado

E que se embala ao som do Siriri e do Cururu nas festas ribeirinhas.

Ser Cuiabano é um prazer

Que se inicia com a vida que o rio entrega à cidade-mãe

E que se perpetua na água  que mata a sede da cidade-filha.

Ser Cuiabano é um prazer

Que se expressa na beleza desse céu sempre azul

E que se explica no calor humano dessa cidade quente.

Ser Cuiabano é um prazer

Que se revela na alma alegre de nossa gente.

Ser Cuiabano é um prazer…

Que se sente… Que se sente.

Maurides Celso Leite (um homem abençoado que carrega na alma os sabores da terra e que, por isso, desfruta do inigualável  PRAZER DE SER CUIABANO).

Anúncios
Categorias: Cultura, Histórico | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

“AMOR CUIABANO”

Há tanto tempo morando em tua casa.

Há tantos anos vivendo em teus braços

E só hoje escancaro ao mundo o meu amor por ti.

Esse sentimento que guardei no  anonimato do meu peito

E que se revela no inconsciente coletivo

Dos teus outros tantos amores.

Verdade que nunca tive ciúmes

Que outros também te amassem,

 Pois orgulha-me ver-te tão querida!

Sinto-me feliz também por corresponderes

Ao amor de tantos homens.

Por te desvelares em carinho

Até por aqueles que te são ingratos.

Sucede que ninguém resiste a esse teu jeito brejeiro e sensual,

 Que arrebata mentes e corações…

Que nos deixa perdidos nos teus intrincados caminhos

E atônitos nos altos e baixos de tuas saliências e reentrâncias…

Mesmo sendo rica e bela

Tu não desprezas nem o mais miserável dos teus amantes.

Nunca negas a proteção do teu colo opulento

 E o regalo do teu corpo aconchegante a nenhum de nós.

Por isso, hoje, em teu aniversário,

Ouso ao mundo revelar

Que minh’alma Cuiabana

Toda inteira se ufana

De te pertencer e amar.

Eu te amo, Cuiabá!

Feliz Aniversário!

Maurides Celso Leite (um cuiabano apaixonado por sua terra, essa morena linda e trigueira, quase tri-centenária, que, mãe, mulher, amante e companheira, lhe deu um berço aquecido, aconchegante e feliz, no qual foram acarinhados todos os seus filhos e netos).

Categorias: Cultura, Histórico, Vale a Pena Espiar | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.